Se eu pudesse te abraçar agora, eu ficaria um pouco mais de tempo grudada em você, por todas as vezes que pude te abraçar e não abracei.

Se eu pudesse te abraçar agora, eu correria para esse abraço como se você estivesse voltando da guerra.

Se eu pudesse te abraçar agora, a minha boca revelaria um riso tão feliz que diriam que eu tenho anjos cantando no céu da boca.

Se eu pudesse te abraçar agora, eu convidaria você para se sentar comigo e te faria tantas perguntas tolas que você acharia graça.

Se eu pudesse te abraçar agora, eu diria todos os ‘eu te amo’ que deixei de dizer por achar que estava dizendo demais.

Se eu pudesse te abraçar agora, eu certamente apertaria as suas bochechas e te chamaria de alguma palavra no diminutivo.

Se eu pudesse te abraçar agora, eu abraçaria sem pensar duas vezes, eu te abraçaria mesmo se você fosse um gato brabo e eu um passarinho.

Se eu pudesse te abraçar agora, eu juro que de manhã, eu me sentira um rio, e a noite, um oceano.

Ah, se eu pudesse te abraçar agora! Eu posso te abraçar agora. Aqui em casa, cuidando de mim por você. Cuida de você aí, na sua casa, por mim!

Dedicado à Pequena

Texto de Clara Dawn

Se eu pudesse te abraçar agora

Se eu pudesse te abraçar agora, eu ficaria um pouco mais de tempo grudada em você, por todas as vezes que pude te abraçar e não abracei.Se eu pudesse te abraçar agora, eu correria para esse abraço como se você estivesse voltando da guerra.Se eu pudesse te abraçar agora, a minha boca revelaria um riso tão feliz que diriam que eu tenho anjos cantando no céu da boca.Se eu pudesse te abraçar agora, eu convidaria você para se sentar comigo e te faria tantas perguntas tolas que você acharia graça.Se eu pudesse te abraçar agora, eu diria todos os ‘eu te amo’ que deixei de dizer por achar que estava dizendo demais.Se eu pudesse te abraçar agora, eu certamente apertaria as suas bochechas e te chamaria de alguma palavra no diminutivo.Se eu pudesse te abraçar agora, eu abraçaria sem pensar duas vezes, eu te abraçaria mesmo se você fosse um gato brabo e eu um passarinho.Se eu pudesse te abraçar agora, eu juro que de manhã, eu me sentira um rio, e a noite, um oceano.Ah, se eu pudesse te abraçar agora! Eu posso te abraçar agora. Aqui em casa, cuidando de mim por você. Cuida de você aí, na sua casa, por mim!Dedicado à PequenaTexto de Clara Dawn

Posted by Clara Dawn on Tuesday, April 7, 2020

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Clara Dawn
Escritora, psicanalista, especialista em "Prevenção aos transtornos mentais e ao suicídio na adolescência" e autora de 7 livros publicados.